Blog Vivo Empresa Online

A TELEFONIA SIMPLIFICADA PARA CLIENTES BEM INFORMADOS

Informação e opinião para os novos desafios de um mercado em transformação

Duilly Cicarini

Por Duilly Cicarini

CEO na Vivoempresaonline

Publicado em 24 de Maio de 2018 | Atualizado em 24 de Maio de 2018

TEMPO DE LEITURA | 5 MINUTOS

RECEBA DICAS DO BLOG

Informação, Opinião e conhecimento.

Hackers e Ransomwares: A Ameaça cibernética chega à sua empresa

Como proteger sua empresa contra ataques cibernéticos e preparar-se para um novo cenário em que a tecnologia irá ditar quem sobrevive ou desaparece.


Vivo Segurança Gerenciada

Solução completa contra ameaças cibernéticas. Sua empresa protegida 24h por dia, 365 dias por ano.


ameaça cibernéteica

Ah… bons tempos aqueles em que um servidor Linux, um bom firewall e uma dose de fé garantiam o sono tranquilo do empresário.

Sabe aquela sensação de ter uma casa na praia na década de 90...

Comprava-se uma TV, alguns eletrodomésticos e colchões, alguns cadeados, um muro e pronto. Você desfrutava de boas semanas de sossego no verão e sua única preocupação era a maresia. Um ano depois, você sabia que o único trabalho seria tirar a poeira dos móveis. 

Paz e sossego garantidos.

Ouviu o som das gaivotas e das ondas batendo no mar?

Tempo bom… mas acabou.

Vivemos em um mundo mais violento do que a 30 anos atrás e saudosismo é útil apenas para alimentar nossos devaneios.

Se você ainda acredita que um servidor com firewall irá proteger a sua empresa do ciber criminosos, uma dica:  Compre um HD Externo e peça à sua secretária para fazer uma cópia diária do servidores.

Como dizia a minha avó: “o que os olhos não veem o coração não sente”.

Soo fatalista demais para você? Então vamos aos números.

Em julho de 2017 foram vazadas credenciais de acesso (o login e a senha) dos usuários de alguns dos principais sites varejistas e em alguns casos, números de cartão de crédito - inclusive com os dígitos de segurança - foram expostos. E estamos falando de empresas como Netshoes, Magazine Luiza, Ponto Frio, Extra e PagSeguro, para citar apenas algumas.

Vazamentos como estes ou mesmo sequestros silenciosos são mais frequentes no Brasil do que se imagina. Estima-se que 76% das companhias brasileiras já sofreram ataques virtuais, o que representou em 2016 um prejuízo estimado em 30 Bilhões de Reais. O Brasil é atualmente o 9º país no ranking mundial de ataques virtuais.

Há quem imagine que o alvo de hackers virtuais são apenas grandes empresas de e-commerce. Na prática todos somos bombardeados diariamente por emais maliciosos que carregam conteúdos de phishing* que segundo dados da Symantec-Norton afetaram 42,4 milhões de Brasileiros somente em 2016.

“Entre 2015 e 2016 foram enviados no País cerca de 199 milhões de e-mails maliciosos”.

Na contramão das evidências, prova-se que a grande maioria das pequenas e médias  empresas não estão preparadas para lidar com estas ameaças e muitas sequer sabem a quem recorrer para curar esta dor.

Em entrevista concedida para a Istoé Dinheiro (link abaixo) o diretor da Proteste Henrique Lian afirmou que as empresas precisam de sistemas de proteção e segurança tão avançados quanto os que são utilizados pelas instituições bancárias.

Um fenômeno global chamado Ransomware

Ransomware ou “sequestradores digitais” são uma epidemia global muito nociva que vem causando milhões em perdas e danos irreparáveis em diferentes indústrias. E tudo indica que, por enquanto, esta ameaça não tende a acabar, dizem especialistas.

Ransomwares são uma categoria de Trojan (cavalos de troia) que invadem seu servidor e impedem o acesso a documentos, programas e aplicativos e tomam o controle da sua empresa, literalmente.

Os criminosos cibernéticos trancam os servidores da sua empresa, compactando inúmeros arquivos em extensões ZIP protegidas por senha ou anulando seus formatos.

Existem formas ainda mais perversas de prejudicar a sua empresa, quando arquivos originais são substituídos, causando a perda total das informações armazenadas e, mesmo que você pague o resgate, dificilmente estes dados serão recuperados.

“A América Latina, e em especial o Brasil, virou fábrica de ransomware”

Esta afirmação foi feita por Santiago Pontioli, analista de segurança da Karpesky durante a 7ª Cúpula Latino Americana de Analistas de Segurança, que aconteceu na Argentina em setembro de 2017.

Como se livrar deste problema?

Na maioria das vezes, pagando um resgate. Se você nunca teve interesse em saber o que eram “bitcoins”, depois de sofrer um ataque ransomware, você saberá, fatalmente.

Segundo a Karpesky, que produz um antivírus homônimo bastante conhecido, o Brasil é disparado, o país na América Latina mais afetado por ransomwares. Sofremos 55% do total de ataques, quase o dobro da soma de México (23%) e Colômbia (5%).

E não faltam dados. como mostra a matéria cujo link postei no final deste texto.

Pior do que sofrer um ataque, é a constatação do fato de que o pagamento do resgate não extingue a possibilidade de que outro sequestro venha a ocorrer novamente.

Como solução “caseira”, muitas empresas apostam em um backup físico para o caso sofrerem um ataque, podendo assim restabelecer sua rede do zero e “voltar” com os dados salvos. Esta solução não impede que a empresa perca dias restabelecendo sua operação,  isto se tiver sorte de não perder arquivos de banco de dados e espelhos de sistemas.

Em se tratando de um computador pessoal, a combinação de backup diário, um bom antivírus e bom senso podem ter sua eficácia.

Mas quando envolve a segurança das informações da sua empresa, estas soluções apenas mascaram o perigo real, até que sua empresa seja "a escolhida".

Outra má notícia é que grandes empresas já adotaram soluções robustas como as que mencionarei abaixo, desviando o foco dos cibercriminosos para as pequenas e médias empresas, ou seja, é possível que você seja o próximo.

Hoje, a cada 10 empresários com quem converso, pelo menos 3 já tiveram sua operação afetada pelo sequestro de informações ou ransomwares e tudo indica que esta estatística deve aumentar.

Com o crescente aumento do número de ataques, é imperativo o investimento em soluções envolvendo o uso de appliances, que são hardwares especificamente projetados para conter todos os recursos necessários à proteção dos servidores da sua empresa e monitoramento constante da atividade em sua rede.

Em linha com os desafios das empresas, a Telefónica/Vivo desenvolveu  uma solução completa envolvendo appliance (UTM Fortinet) e monitoramento 24/7 pelo melhor SOC (Centro de Operações de Segurança) da América Latina.

Esta solução atraiu clientes de peso como Totvs, Dataprev, Bradesco e várias empresas líderes em seus setores.

Vivo Segurança Gerenciada

Serviços Globais para ameaças globais facilitando detecção rápida de ataques.

  • Monitoramento 24x7 em tempo real;
  • Acompanhamento com relatórios e equipe especializada;
  • Operações redundantes que garantem a disponibilidade do serviço;
  • Serviços baseados em processos e sistemas de gestão que atendam às melhores práticas de gestão de TI/Segurança
  • Implantação, administração e monitoramento sob responsabilidade dos melhores profissionais da América Latina;

Dê-me uma boa notícia, por favor!

Esta mesma solução acaba de ser formatada para atender pequenas e médias empresas e promete entregar o estado da arte em proteção contra ataques cibernéticos para sua companhia.

Esta solução não requer nenhum investimento inicial de  implantação nem tampouco exige que sua empresa tenha um especialista em TI.

E o melhor, custa muito menos do que um estagiário.

Lembra da casa na praia?

Venda-a e parta para o melhor Resort com a sua família.

Desfrute de momentos de paz e tranquilidade.

A segurança das informações da sua empresa é uma prioridade para você?

Fale agora mesmo com um especialista e viva a sensação de dormir tranquilo.


​​​​Vivo Segurança Gerenciada

Proteção completa  em perfeita sinergia com seu TI próprio ou terceirizado.  

*Phishing: termo que nasceu da palavra fishing (pescar em inglês), descreve os ataques virtuais que tentam enganar os usuários com mensagens falsas enviadas por e-mail, redes sociais e aplicativos. Quem nunca recebeu um email ou viu divulgado no Whatsapp uma super oferta, promoções ou cupons de desconto, sorteios? Este tipo de prática fraudulenta está por toda a parte e o usuário desprotegido e mau orientado acaba instalando programas maliciosos em seus dispositivos. Estes programas irão fazer a captura de dados sigilosos para a prática dos mais diversos crimes e fraudes.

Matéria IstoÉ Dinheiro: https://www.istoedinheiro.com.br/empresas-sob-ataque-hacker/

Blog da Karspesky: https://www.kaspersky.com.br/blog/brasil-e-pais-que-mais-sofre-com-ataques-de-ransomware-na-al/9626/


Aceite o desafio e compare sua operadora atual com a VIVO EMPRESAS

Inscreva-se e receba um relatório mensal com as ofertas e produtos vigentes.

mautic is open source marketing automation

Ligue agora:

(11)4380-9956

Whatsapp

(clique no ícone)

Fale com um Especialista

​seg a sex 9h às 18h